TERÇA-FEIRA, 24 DE NOVEMBRO DE 2020
Terça-Feira, 24 de Novembro de 2020

DATA: 24/10/2020 | FONTE: da Assessoria
Copasul bate recorde de recebimento de grãos nos silos: 22,3 milhões de sacas O aumento no número de cooperados e, consequentemente, a área assistida pela Copasul, mas sobretudo, o aumento da produtividade nas regiões onde a cooperativa atua são os motivos do aumento
Silo moega Foto: Assessoria

A Copasul bateu o recorde de recebimento de grãos em 2020, com o maior volume em quase 42 anos de atuação no Mato Grosso do Sul. A produção da safra de soja colhida no começo de 2020 e a de milho, colhida até setembro deste ano, resultou em 22.329.225 sacas de grãos recebidas. Foram 11.347.407 sacas de soja e 10.981.818 sacas. Em toneladas, o número foi de 1.339.753 (680.844 para soja e 658.909 para o milho). Em 2019, a Copasul recebeu 17.758.974 sacas, um incremento de 25,7%. Este número considera apenas soja e milho.

Entre as explicações para o aumento do recebimento estão o aumento no número de cooperados e consequentemente a área assistida pela Copasul, mas sobretudo, o aumento da produtividade nas regiões onde a cooperativa atua. “Tivemos uma produção acima do histórico, mais cooperados, maior participação de terceiros, enfim, um agro pujante que não parou na pandemia e que refletiu nos nossos números. O produtor agora tem que aproveitar este momento que me parece será único na história do Brasil”, avalia o presidente da Copasul, Gervasio Kamitani.

Individualmente, as unidades de Deodápolis (957.880 sc), Itaquiraí (1.763.957 sc) e Novo Horizonte do Sul (1.102.433 sc) bateram o recorde próprio de recebimento de soja. No milho, Novo Horizonte do Sul (1.054.011 sc) e Amandina (1.043.567 sc) tiveram os recordes de recebimento estabelecidos. Anaurilândia e Takehara, unidades novas, aumentaram consideravelmente o recebimento. O Silos Aeroporto, maior unidade de recebimento da Copasul ultrapassou 2 milhões de sacas em ambas as culturas.

Outro destaque para o recebimento foi a capacidade da cooperativa em absorver toda a demanda diante da capacidade estática que possui, de 9,41 milhões de sacas, demonstrando o trabalho fundamental do Departamento Comercial e Departamento Logístico para que o cooperado tivesse tranquilidade no momento da colheita.

O atraso no plantio da soja ocorrido em 2019 também refletiu na colheita do milho de 2020 e muitos produtores acabaram colhendo o grão com umidade acima do recomendado. Mesmo assim, o recebimento em algumas unidades da Copasul suprimiu os problemas e o resultado foi excelente.

“Os secadores foram bem exigidos, mas graças a Deus temos uma equipe capacitada e que mantém o compromisso com o cooperado. Outro fato enfrentado foi a pandemia. Tivemos que nos adaptar no dia a dia dos silos para evitar o contágio uma vez que as unidades recebem gente de todo lugar”, disse Agnaldo Massao Sato, o Satinho, gerente administrativo e operacional dos silos, lembrando que em nenhum momento foi necessária intervenção mais incisiva por conta de contágio do coronavírus.

Foi justamente para combater a propagação do vírus que a Copasul instaurou a campanha ‘CoronaZero Copasul’, com medidas para que todos os colaboradores e cooperados pudessem ter subsídios de informação e cuidados para evitar o contágio.



27/10/2020 Contran publica requisitos para fiscalização da velocidade de veículos
24/10/2020 Dourados sediará um dos maiores eventos do agronegócio brasileiro
24/10/2020 Governo federal coloca à venda 53 imóveis em todo o país
23/10/2020 Pescador de Campo Grande fisga peixe de 1,4 metro no Rio Aquidauana
Untitled Document

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player