DOMINGO, 15 DE DEZEMBRO DE 2019
DATA: 03/05/2017 | FONTE: jpnews Sete presos e 1.600 quilos de maconha apreendida pela PRF e Patrulha Rural. A ação conjunta foi realizada nesta terça (02) e conseguiu desarticular uma quadrilha de traficantes
A droga estava sendo transportada na prática conhecida como cavalo doido - Foto: Celso Daniel/TVC - Ilustração Caribel News

Sete pessoas foram presas em uma ação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Patrulha Rural da Polícia Militar de Três Lagoas na tarde desta terça (02) na BR-262 em Água Clara. Os suspeitos foram flagrados transportando e fazendo o serviço de “batedores” de mais de uma tonelada e meia de maconha que sairam de Ponta Porã/MS com o destino a cidade de Prata/MG. O entorpecente estava sendo transportado em dois veículos e os batedores seguiam em mais quatro carros que eram utilizados para avisar se existia barreira policial pelo caminho. A ação policial começou por volta das 14h40 da terça feira e só terminou na madrugada desta quarta (03) com a entrega do entorpecente apreendido e os envolvidos na delegacia da Polícia Federal em Três Lagoas.

INÍCIO DA OPERAÇÃO E ABORDAGENS

Segundo informações colhidas pela reportagem, na tarde da terça (02) uma equipe da PRF e duas equipes da Patrulha Rural realizaram um monitoramento as margens da BR-262 no KM-144, próximo a Água Clara. Dois veículos, sendo um Vectra/GM e um Ford/Focus, ambos com placas de Campo Grande/MS passaram pela barreira policial em alta velocidade não sendo abordados. A polícia já tinha informações de que um grande carregamento de drogas passaria pelo local e minutos depois um Fiat/Strada com placas de Campo Grande/MS, conduzido por um homem de 23 anos foi abordado, assim como outro Fiat/Strada conduzido por um homem de 30 anos também foi parado na barreira policial.

Durante a vistoria feita nos veículos, a Strada conduzida pelo suspeito de 23 anos, estava carregada com tabletes de maconha. A droga estava na carroceria do veículo e estava sendo transportada na prática conhecida como “cavalo doido”. No carro do outro suspeito, nada de ilícito foi encontrado, mas foi constado que o condutor estava “batendo a estrada” para o carregamento.

Na sequencia da abordagem, os policiais tentaram parar um Fiat/Strada que era conduzido por um jovem de 18 anos. O condutor do carro não obedeceu a ordem de parada e começou a fugir em alta velocidade pela BR-262 sendo acompanhado taticamente pelos policiais. Em determidado momento, o suspeito realizou uma manobra conhecida como “cavalo de pau” e retornou pela pista na contra mão na tentativa de fugir dos policiais. O condutor em fuga trafegou por alguns quilometros na contra mão e ainda tentou atropelar um dos policiais que estava as margens da rodovia. O policial teve que realizar alguns disparos contra o veículo Fiat/Strada e isso fez com que o motorista perdesse o controle da direção e o carro caiu em uma valeta as margens da estrada. O suspeito de 18 anos recebeu voz de prisão e na carroceria da Strada, mais tabetes de maconha foram encontrados sendo transportados também na prática do “cavalo doido”.

Com três suspeitos presos, sendo que dois deles estavam conduzindo os veículos com a droga e o outro fazia o serviço de batedor, as equipes policiais foram até a área urbana para registrar o caso na delegacia de Água Clara, mas no trajeto, o veículo GM/Vectra que furou o bloqueio policial foi visto estacionado próximo a um canteiro e os policiais resolveram realizar nova abordagem, mas ao perceber que seria preso pela polícia, o condutor do carro fez uma manobra com a marcha ré e também tentou  atropelar um dos policiais, que efetuou um disparo e fez com que o motorista desistisse de fugir. No carro um homem de 28 e outro de 27 anos foram identificados e presos. Eles também realizavam o trabalho de “batedores” da carga ilícita. Já eram cinco presos, mas ainda faltava os ocupantes do Ford/Focus e de outro veículo que também estava “batendo a estrada” para as duas cargas de maconha. As buscas continuaram.

CASAL, FUGA E CARROS ROUBADOS

Em continuidade da ação policial da PRF e da Patrulha Rural, o veículo Ford/Focus foi visto estacionado próximo a um hotel na área urbana de Água Clara. Os ocupantes não foram encontrados, mas as equipes perceberam que duas pessoas que estavam em um Fiat/Siena tentaram empreender fuga ao ver as viaturas policiais e o carro foi parado. O Siena era conduzido por um homem de 54 anos e tinha como passageira a mulher de 54 anos. O casal negou ter envolvimento com os suspeitos,mas mensagens e ligações no celular da mulher mostraram que os dois também faziam parte da quadrilha de traficantes. Eles também receberam voz de prisão. O veículo Ford/Focus foi apreendido.

Todos os envolvidos foram levados a sede da Polícia Rodoviária Federal em Água Clara e os policiais descobriram que a droga saiu de Ponta Porã/MS e seria entregue na cidade de Prata/MG. Cada suspeito preso receberia o valor de R$ 5 mil pelo “serviço”. Foi constatado ainda que em relação aos carros utilizados para transportar a droga, um deles foi furtado na cidade de Edeia/GO no dia 10 de março deste ano e o outro foi roubado no dia 21 de abril de 2017 na cidade de Campo Verde/MT. Placas clonadas foram encontradas dentro dos veículos.

ADESIVOS E PESO DA DROGA

Um dos pontos do caso que chama a atenção, é que os dois carros usados para transportar a maconha estavam adesivados com logomarcas de grandes empresas de fertilizantes do estado de Minas Gerais. A tática dos traficantes era para tentar enganar os policiais para que a droga fosse transportada sem levantar suspeita. Os policiais descobriram que os veículos não fazem parte da frota de nenhuma das empresas. Até crachás e bonés timbrados falsificados foram encontrados dentro dos veículos.

Toda a droga foi levada a sede da Polícia Federal de Três Lagoas e durante a madrugada desta quarta (03) foi pesada, totalizando 1.600 quilos.

Os envolvidos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação criminosa.

GALERIA IMAGENS - Foto: Celso Daniel/TVC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




27/02/2018 Documento revela que traficante de armas enviava equipamentos para o Brasil desde 2013
24/02/2018 Acerto de contas no PCC
14/01/2018 MS quebra recorde com apreensão de 427 toneladas de droga em 2017
29/12/2017 Família tenta provar inocência de velejadores presos em barco com mais de uma tonelada de cocaína
Untitled Document

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player