QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2020
DATA: 13/02/2020 | FONTE: MidiaMax
Volta às aulas em MS: especialista alerta para ‘brincadeira’ que pode levar à morte A brincadeira, que tem virado febre nas redes sociais, já vitimou uma adolescente no Brasil
'Brincadeira' da roleta humana está tomando conta das redes sociais | Foto: Reprodução

Vídeos de uma brincadeira têm circulado nas redes sociais, onde duas pessoas aparecem dando uma rasteira em uma terceira. Em outros, a brincadeira é chamada de “roleta humana”, onde uma pessoa é girada para trás pelos outros colegas.

A “brincadeira” em questão é perigosa e gera alerta nas escolas e aos pais de alunos nesta época de volta às aulas. Especialista conversou com a reportagem e alertou para o perigo da brincadeira, que vitimou uma adolescente de 16 anos no Rio Grande do Norte, que morreu após cair e bater com a cabeça no chão.

“A gente costuma dizer que ‘brincadeira’ é quando agrada todo mundo. Quando desagrada ou machuca alguém, não é mais uma brincadeira. A pessoa que normalmente é convidada a participar, ela aceita para não ser zoado e ser aceito pelos outros colegas. Esse é um tipo de bullying muito perigoso”, comentou Valéria Rezende, psicóloga especialista em bullying.

Pais e escolas em alerta

Para Valéria, internet é um meio de disseminar coisas boas, mas também muitas coisas ruins e, como as crianças e adolescentes começam a ter acesso às redes sociais tão cedo, os pais devem sempre ficar em alerta com os conteúdos acessados.

“Eu bato muito em um termo de que as crianças e adolescentes acessam a internet sem nenhum filtro. Os pais devem ficar atentos para que tipo de conteúdo os filhos estão tendo acesso, é preciso mais cuidado, pois a internet propaga muitas coisas boas, mas também coisas ruins”, pontuou Rezende.

A orientação dos pais para a ‘brincadeira’ da “roleta humana”, é falar abertamente sobre os perigos. “Primeiro é tomar cuidado com o termo ‘brincadeira’, porque isso é maldade mesmo. Os pais devem conversar com os filhos e falar abertamente sobre os perigos, como sequelas cerebrais, por conta da queda, e que pode até levar à morte’’, orientou a psicóloga.

Para acrescentar, Valéria cita uma música da banda nacional Kid Abelha, ‘Dizer não é dizer sim‘. “Tem uma parte interessante dessa música que pode servir de orientação, quando diz que ‘Dar um não ao que é ruim
É mostrar o meu limite’. E é isso”, finaliza.

Até o momento não foram registrados nenhum incidente relacionado com essa ‘brincadeira’ em Mato Grosso do Sul. Vale lembrar que as aulas da Rede Municipal de Ensino já voltaram, assim como os colégios particulares. Os alunos da rede estadual voltam às salas de aula na próxima semana, dia 17.



27/02/2020 Vale Universidade recebe inscrições a partir do dia 3 de março
26/02/2020 IPVA 2020: quem perdeu prazo ainda tem chance de se regularizar
26/02/2020 Sucuri de mais de 4 metros é capturada no Residencial Sol Nascente, em Naviraí
24/02/2020 Mães são aliciadas pelo tráfico de drogas em MS
Untitled Document

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player